Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Foto: Secretaria Municipal de Goiânia

Câmara lança Frente Parlamentar Mista em Defesa da Prevenção de Queimaduras e ao Paciente Queimado

No Brasil, cerca de um milhão de pessoas são vítimas de queimadura por ano e aproximadamente 100 mil requerem internação

Salvar imagemTexto para rádio

Dados da Sociedade Brasileira de Queimaduras apontam que cerca de um milhão de pessoas são vítimas de queimadura por ano no Brasil e aproximadamente 100 mil requerem internação. Por conta disso, foi lançada, nesta semana, na Câmara dos Deputados, a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Prevenção de Queimaduras e Atenção Global ao Paciente Queimado.

O grupo de trabalho cuidará de criar um banco de dados epidemiológico, na implantação de políticas de prevenção de queimaduras na atenção básica de saúde, de programas de reabilitação e reinserção biopsicossocial, na ampliação do acesso a tratamentos especializados, na capacitação de profissionais e na construção da Linha de Cuidado das Queimaduras na Rede Integrada de Assistência no SUS.

O presidente da frente parlamentar mista, deputado federal Roberto Lucena (PODE-SP), lembra que milhares de pacientes perdem suas vidas ou ficam com sequelas sérias por falta de cuidados básicos.

“Hoje, o número de leitos no Brasil é tão reduzido que chega a ser alarmante. Temos regiões inteiras no Brasil onde não temos um leito para tratamento de queimados. Então, nós temos um desafio enorme. No próximo ano, nós temos uma agenda bastante intensa envolvendo esse tema e nós estaremos trabalhando fortemente para que esta frente parlamentar cumpra o seu papel de não deixar esse assunto ser esquecido no Congresso Nacional”, garantiu.

A Sociedade Brasileira de Queimaduras já elencou uma série de proposições que vão ser apresentadas ao grupo de trabalho. Dentre elas, estão a avaliação dos Centros de Tratamento de Queimados, verificação do número de leitos, da capacidade em termos de recursos humanos, estrutura física e tecnológica.                                     
 

Continue Lendo

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Dados da Sociedade Brasileira de Queimaduras apontam que cerca de um milhão de pessoas são vítimas de queimadura por ano no Brasil e aproximadamente 100 mil requerem internação. Por conta disso, foi lançada, nesta semana, na Câmara dos Deputados, a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Prevenção de Queimaduras e Atenção Global ao Paciente Queimado.

O grupo de trabalho cuidará de criar um banco de dados epidemiológico, na implantação de políticas de prevenção de queimaduras na atenção básica de saúde, de programas de reabilitação e reinserção biopsicossocial, na ampliação do acesso a tratamentos especializados, na capacitação de profissionais e na construção da Linha de Cuidado das Queimaduras na Rede Integrada de Assistência no SUS.

O presidente da frente parlamentar mista, deputado federal Roberto de Lucena (PODE-SP), lembra que milhares de pacientes perdem suas vidas ou ficam com sequelas sérias por falta de cuidados básicos.
 

TEC./SONORA: deputado federal Roberto de Lucena (PODE-SP).

“Hoje, o número de leitos no Brasil é tão reduzido que chega a ser alarmante. Temos regiões inteiras no Brasil onde não temos um leito para tratamento de queimados. Então, nós temos um desafio enorme. No próximo ano, nós temos uma agenda bastante intensa envolvendo esse tema e nós estaremos trabalhando fortemente para que esta frente parlamentar cumpra o seu papel de não deixar esse assunto ser esquecido no Congresso Nacional.”
 

LOC.: A Sociedade Brasileira de Queimaduras já elencou uma série de proposições que vão ser apresentadas ao grupo de trabalho. Dentre elas, estão a avaliação dos Centros de Tratamento de Queimados, verificação do número de leitos, da capacidade em termos de recursos humanos, estrutura física e tecnológica.                                    

Reportagem, Cintia Moreira