Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Vale teria omitido irregularidades em relatório de 2017

Publicação do jornal “O Tempo” aponta para falhas na estrutura da barragem da Vale

Salvar imagem

A mineradora Vale teria ocultado informações que apontavam falhas nas estruturas de segurança da barragem que se rompeu, na última sexta-feira (25), na cidade mineira de Brumadinho.

A Informação foi revelada pelo jornal “O Tempo”, de Belo Horizonte. Segundo a publicação, no documento de ‘Estudo de Impacto Ambiental’, apresentado ao governo de Minas Gerais, em 2017, a empresa não deu detalhes sobre os problemas apontados em parecer anterior, de 2015, que buscava a manutenção da mina de Jangada, parte do complexo do feijão, que se rompeu.

Segundo as observações realizadas por uma consultoria contratada pela Vale, os equipamentos que mediam a quantidade de água na barragem, mantendo a estabilidade da estrutura, apresentava danos. Os drenos que retiravam a água da estrutura também não funcionavam de maneira plena.

Apesar dos indícios, a auditoria, na época, aprovou os documentos, homologando as condições da estrutura. O relatório, no entanto, apontava que reparos deveriam ser feitos logo após a identificação.

Nos documentos entregues em 2017 não havia menção sobre as condições desses equipamentos.

De acordo com a última atualização realizada pelas autoridades mineiras, 84 mortes já foram confirmadas com a identificação de 42 vítimas. Outras 276 pessoas seguem desaparecidas.

Reportagem, Raphael Costa

 

Fonte: Brasil 61

Continue Lendo





Receba nossos conteúdos em primeira mão.