Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Secretaria Estadual do Rio de Janeiro estabelece novas estratégias para vacinação contra gripe

A partir desta segunda semana da campanha, a imunização será escalonada conforme a faixa etária

Salvar imagemTexto para rádio

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro traçou novas estratégias para vacinar os idosos contra Influenza, ou gripe. A partir da segunda semana da campanha, a imunização foi escalonada conforme a faixa etária. Até 28 de abril, serão vacinadas pessoas acima de 80 anos; entre 30 de março e 03 de abril as pessoas com 70 a 79 anos. Até 14 de abril, vão receber a dose da vacina contra o vírus Influenza idosos entre 60 e 69 anos de idade. 

Em 15 de abril, os postos de vacinação do estado estarão abertos para atender os idosos que não conseguiram se imunizar nas datas pré-estabelecidas.  O calendário deverá ser seguido por todos os 92 municípios fluminenses. 

É importante lembrar que a vacina contra Influenza não protege contra o novo coronavírus. No entanto, o Ministério da Saúde antecipou a campanha de vacinação contra a gripe por causa da pandemia do Covid-19, para que os profissionais de saúde identifiquem possíveis casos. 

Médico da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, Alexandre Chieppe afirma que o escalonamento evita que os postos de vacinação lotem e a população mais velha fique exposta a infecções.  “O objetivo é diminuir ao máximo filas e aglomeração de pessoas, principalmente as que têm mais de 60 anos de idade, que compõem o grupo de risco tanto para Influenza como para o novo coronavírus", diz Chieppe. 

Para a coordenadora Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Francieli Fontana, a vacina contra Influenza é a melhor forma de evitar o contágio da infecção. A gestora destaca que o número de casos de gripe pode ter impacto em vários setores da sociedade. “A melhor maneira de reduzir as chances de adquirir Influenza grave e espalhar para outras pessoas é a vacinação. Evitar a doença também evita-se custos médicos extras, perda de renda, falta no trabalho, na escola. Então, a vacinação é considerada uma das principais medidas no combate à doença", afirma. 

A gripe é uma infecção aguda do sistema respiratório com alto potencial de transmissão, segundo o Ministério da Saúde. Os principais sintomas são febre, dor no corpo, dor de cabeça e tosse seca. O vírus é transmitido pelas secreções das vias respiratórias de uma pessoa contaminada.

O Ministério da Saúde alerta que para evitar o contágio da Influenza, além de se vacinar, é recomendável seguir medidas simples como higienizar as mãos e manter hábitos saudáveis. 

A campanha de vacinação é dividida em três etapas e termina em 22 de maio. Para se informar sobre todos os detalhes do calendário de vacinação no estado do Rio de Janeiro, ligue para a Secretaria Estadual de Saúde no telefone 0800-0255525.

Em caso de fila, mantenha distância de pelo menos 2 metros dos demais, principalmente os idosos.  

E, para mais informações sobre a campanha nacional de vacinação contra a gripe, acesse: saude.gov.br/vacinabrasil. Ministério da Saúde, Governo Federal. Pátria Amada, Brasil. 

Fonte: <a href='https://www.brasil61.com/noticias/secretaria-estadual-do-rio-de-janeiro-estabelece-novas-estrategias-para-vacinacao-contra-gripe-vaci200029' target='_blank'>Brasil 61</a>

Continue Lendo





Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro traçou novas estratégias para vacinar os idosos contra Influenza, ou gripe. A partir da segunda semana da campanha, a imunização foi escalonada conforme a faixa etária. Até 28 de abril, serão vacinadas pessoas acima de 80 anos; entre 30 de março e 03 de abril as pessoas com 70 a 79 anos. Até 14 de abril, vão receber a dose da vacina contra o vírus Influenza idosos entre 60 e 69 anos de idade. 

Em 15 de abril, os postos de vacinação do estado estarão abertos para atender os idosos que não conseguiram se imunizar nas datas pré-estabelecidas.  O calendário deverá ser seguido por todos os 92 municípios fluminenses. 

É importante lembrar que a vacina contra Influenza não protege contra o novo coronavírus. No entanto, o Ministério da Saúde antecipou a campanha de vacinação contra a gripe por causa da pandemia do Covid-19, para que os profissionais de saúde identifiquem possíveis casos. 

Médico da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, Alexandre Chieppe afirma que o escalonamento evita que os postos de vacinação lotem e a população mais velha fique exposta a infecções.

 
TEC./SONORA Médico da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, Alexandre Chieppe

“O objetivo é diminuir ao máximo filas e aglomeração de pessoas, principalmente as que têm mais de 60 anos de idade, que compõem o grupo de risco tanto para Influenza como para o novo coronavírus". 

LOC.: A coordenadora Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Francieli Fontana, afirma que a vacina contra Influenza é a melhor forma de evitar o contágio da infecção. A gestora destaca que o número de casos de gripe pode ter impacto em vários setores da sociedade. 

TEC./SONORA: coordenadora Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Francieli Fontana. 
 

“A melhor maneira de reduzir as chances de adquirir Influenza grave e espalhar para outras pessoas é a vacinação. Evitar a doença também evita-se custos médicos extras, perda de renda, falta no trabalho, na escola. Então, a vacinação é considerada uma das principais medidas no combate à doença.”

LOC.:  A gripe é uma infecção aguda do sistema respiratório com alto potencial de transmissão, segundo o Ministério da Saúde. Os principais sintomas são febre, dor no corpo, dor de cabeça e tosse seca. O vírus é transmitido pelas secreções das vias respiratórias de uma pessoa contaminada.

O Ministério da Saúde alerta que para evitar o contágio da Influenza, além de se vacinar, é recomendável seguir medidas simples como higienizar as mãos e manter hábitos saudáveis. 

A campanha de vacinação é dividida em três etapas e termina em 22 de maio. Para se informar sobre todos os detalhes do calendário de vacinação no estado do Rio de Janeiro, ligue para a Secretaria Estadual de Saúde no telefone 0800-0255525.

Em caso de fila, mantenha distância de pelo menos 2 metros dos demais, principalmente os idosos.  

E, para mais informações sobre a campanha nacional de vacinação contra a gripe, acesse: saude.gov.br/vacinabrasil. Ministério da Saúde, Governo Federal. Pátria Amada, Brasil.