Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Plataformas digitais Foto: Marcello Casal Agência Brasil

Plataformas online ajudam a compreender evolução dos casos da Covid-19 no Brasil

A pandemia da Covid-19 no mundo e no Brasil reforçou a importância da inovação no uso das tecnologias digitais

Salvar imagemTexto para rádio

A pandemia da Covid-19 no mundo e no Brasil reforçou a importância da inovação no uso das tecnologias digitais, além da construção de políticas de gestão para o país. Essas soluções inovadoras são fundamentais para enfrentar os efeitos da circulação do novo coronavírus na saúde da população e reduzirem os impactos na economia brasileira.

Com esse intuito, professores, pesquisadores e gestores de saúde tem se esforçado para garantir a melhor transparência dos dados da Covid-19 no Brasil. O objetivo é oferecer esses dados para que a população tenha conhecimento e que os gestores com base nas informações desenvolvam políticas que assegurem a assistência a sociedade de acordo com a realidade local.

Normalmente esses dados são disponibilizados em uma plataforma on-line, em tempo real, mostrando a situação da pandemia no País. E traz um diferencial: permite ao usuário trabalhar com cenários que mudam quase todos os dias.
No entanto, mesmo assim, o Ministério da Saúde tem informado que os números reais podem ser maiores, já que nem todos os pacientes com sintomas são submetidos a testes e é alto o número de casos ainda em investigação no país.

Atualmente no Brasil os municípios que estão com o maior número de casos confirmados da doença por 100 mil habitantes, estão localizados nos estados do Amazonas, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina.

Mapa municípios  Imagem: Artes

Segundo o especialista em Avaliação de Políticas Públicas, João Thiago Stilben, destacou que as plataformas digitais com informações da evolução da Covid-19 no Brasil são fundamentais para fortalecimento das ações propostas pelo Governo Federal.

“Quando você tem um portal bem estruturado, com informações transparentes e fidedignas e trabalhada corretamente, você faz vários insumos importantes para as ações governamentais e também para a proposição de leis no Congresso Nacional, como também para a própria população. Ela serve para municiar a fiscalização. Porque é muito mais fácil lidar com dados mais claros”, ressaltou Stilben.

Além disso, o trabalho dos pesquisadores e gestores de saúde na construção e análises desses dados, corrobora para que as ações tenham impactos na evolução dos casos e vítimas da doença, como disse o especialista João Thiago Stilben. “Principalmente no momento de atitudes rápidas. A cada dia você perde muitas vidas e vai aumentando exponencialmente. É difícil você não comprometer o desenvolvimento de políticas se você não tem dados consistentes e que conversam entre si no regional para o nacional”.

Para o responsável pela plataforma Brasil.IO, Álvaro Justen, as plataformas ajudam o gestor a visualizar a situação de cada município de acordo com a realidade. Principalmente no Brasil, essa avaliação é fundamental, já que o país tem dimensões continentais e de diferentes realidades socioeconômicas. 

“Não podemos olhar para esses municípios como sendo uma coisa só.  É muito diferente, por exemplo, uma pessoa que foi diagnosticada com Covid-19 em São Paulo, na capital, do que uma pessoa no interior do Amazonas. São duas situações bem distintas e que precisam de ações dos governantes dessas localidades. Essas ações obviamente sempre embasadas no que os cientistas e epidemiologistas estão estudando e prevendo em relação a esses dados”, afirmou Justen. 

Plataformas 

1. Plataforma do Ministério da Saúde

O painel foi desenvolvido para ser o veículo oficial de comunicação sobre a situação epidemiológica da Covid-19 no Brasil. A atualização dos dados sobre casos e óbitos confirmados em decorrência da doença no Brasil é realizado diariamente pelo Ministério da Saúde através das informações oficiais repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde das 27 Unidades Federativas brasileiras.

Para mais informações acesse:  https://covid.saude.gov.br/

2. Brasil.IO

Para conter a epidemia da Covid- 19 no Brasil, 40 voluntários diariamente, compilam boletins epidemiológicos das 27 Secretarias Estaduais de Saúde, disponibilizando uma base de dados com a série histórica de casos e óbitos confirmados por município. 

No portal você pode acessar um panorama nacional da situação dos casos notificados da doença, óbitos, municípios atingidos, população desses municípios e os municípios que registraram óbitos em decorrência do novo coronavírus. 

Para mais informações acesse: www.brasil.io/covid19 

3. Monitora Covid19

O painel da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), apresenta uma estimativa da situação do Brasil e Unidades Federativas baseada no número de casos e óbitos notificados e em cenários baseados no comportamento da doença em outros países.

Além disso, estão disponíveis informações sobre a incidência diária de casos e óbitos por dia, casos acumulados desde o inicio das notificações no Brasil, estatísticas do registro civil relacionados aos óbitos confirmados e suspeitos, informações do Sistema de Vigilância Epidemiológica, com informações do Ministério da Saúde.

Ainda na plataforma Monitora Covid19, você encontra informações sobre uso do medicamento cloroquina e hidroxicloroquina entre os pacientes. 

Para mais informações acesse: https://bigdata-covid19.icict.fiocruz.br/

Continue Lendo

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: A pandemia da Covid-19 no mundo e no Brasil reforçou a importância da inovação do uso das tecnologias digitais, além da construção de políticas de gestão para o país. Essas soluções inovadoras são fundamentais para enfrentar os efeitos da circulação do novo coronavírus na saúde da população e reduzirem os impactos na economia brasileira.

Com esse intuito, professores, pesquisadores e gestores de saúde tem se esforçado para garantir a melhor transparência dos dados da Covid-19 no Brasil. O objetivo é oferecer esses dados para que a população tenha conhecimento e que os gestores com base nas informações desenvolvam políticas que assegurem a assistência a sociedade de acordo com a realidade local.

Atualmente três plataformas oficiais se destacam nesse trabalho de coleta de dados da situação da Covid-19 no Brasil, a página estratégica do Ministério da Saúde, o painel Monitora Covid-19, da Fundação Oswaldo Cruz, e a plataforma Brasil.IO. As iniciativas disponibilizam de forma on-line, em tempo real, a situação da pandemia no País. E traz um diferencial: permite ao usuário trabalhar com cenários que mudam quase todos os dias.

Segundo o especialista em Avaliação de Políticas Públicas, João Thiago Stilben, as plataformas digitais com informações da evolução da Covid-19 no Brasil são fundamentais para fortalecimento das ações propostas pelo Governo Federal.

TEC./SONORA: Especialista em Avaliação de Políticas Públicas - João Thiago Stilben
 

“Quando você tem um portal bem estruturado, com informações transparentes e fidedigna e trabalhada corretamente, você faz vários insumos importantes para as ações governamentais e também para a proposição de leis no Congresso Nacional, como também para a própria população. Ele serve para municiar a fiscalização. Porque é muito mais fácil lidar com dados mais claros.”

LOC.: Para o responsável pela plataforma Brasil.IO, Álvaro Justen, os canais ajudam o gestor a visualizar a situação de cada município de acordo com a realidade. Principalmente no Brasil, essa avaliação é fundamental, já que o país tem dimensões continentais e de diferentes realidades socioeconômicas. 

TEC./SONORA: Responsável pela plataforma Brasil.IO - Álvaro Justen
 

“A gente não pode olhar para esses municípios como sendo uma coisa só.  É muito diferente, por exemplo, uma pessoa que foi diagnosticada com Covid-19 em São Paulo, na capital, do que uma pessoa no interior do Amazonas. São duas situações bem distintas e que precisam de ações dos governantes dessas localidades. Essas ações obviamente sempre embasadas no que os cientistas e epidemiologistas estão estudando e prevendo em relação a esses dados.”

LOC.: As plataformas estão disponíveis nos seguintes portais: www.covid.saude.gov.br para acessar as informações do Ministério da Saúde.

Para informações do portal Brasil.IO, acesse: www.brasil.io/covid19 e para acessar a página da Fiocruz, acesse: www.bigdata-covid19.icict.fiocruz.br