Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Créditos: Lucas Figueiredo - CBF

Para recuperar prestígio, Brasil pega a Bolívia na estreia da Copa América

Sob desconfiança do torcedor, seleção de Tite tenta dar a volta por cima após fracasso na Rússia

Salvar imagemTexto para rádio

Rivalidades históricas e culturas diferentes unidos em uma competição centenária. Nesta sexta-feira, começa a Copa América, principal torneio entre seleções da América do Sul.

E a nossa seleção estreia na noite desta sexta-feira (14) em busca da vitória e de recuperar a confiança do torcedor, após o fracasso na Copa da Rússia. 
A equipe comandada por Tite enfrenta a Bolívia, adversário mais fraco do grupo. O meia Arthur, do Barcelona, é desfalque por conta de uma pancada no joelho direito. A tendência é que Fernandinho entre no lugar e componha o meio de campo ao lado de Casemiro. Correndo por fora, Allan pode pintar entre os titulares.
Fora essa baixa, o time deve ser o mesmo que jogou os últimos amistosos contra o Catar e Honduras. 

Tite deve colocar em campo Alisson no gol; Thiago Silva e Marquinhos na zaga, com Daniel Alves pela direita e Filipe Luís no lado esquerdo. Casemiro é o cão de guarda no meio-campo, com Allan ou Fernandinho e Phillipe Coutinho. No ataque, David Neres, Richarlison e Firmino. 

A partida entre Brasil e Bolívia, começa às nove e meia da noite, horário de Brasília.

Mas a disputa continua durante o fim de semana. No sábado, mais duas partidas. A Venezuela encara o Peru, na Arena do Grêmio, às quatro da tarde. Em Salvador, Argentina e Colômbia medem forças na Arena Fonte Nova, às sete da noite.

Domingo tem mais bola rolando. Paraguai e Catar se enfrentam no Maracanã, às quatro da tarde. Em Minas Gerais, Uruguai e Equador fecham a rodada do fim de semana, às sete da noite.

Continue Lendo

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

Rivalidades históricas e culturas diferentes unidos em uma competição centenária. Nesta sexta-feira, começa a Copa América, principal torneio entre seleções da América do Sul.

E a nossa seleção estreia na noite desta sexta-feira (14) em busca da vitória e de recuperar a confiança do torcedor, após o fracasso na Copa da Rússia.  A equipe comandada por Tite enfrenta a Bolívia, adversário mais fraco do grupo. O meia Arthur, do Barcelona, é desfalque por conta de uma pancada no joelho direito. A tendência é que Fernandinho entre no lugar e componha o meio de campo ao lado de Casemiro. Correndo por fora, Allan pode pintar entre os titulares.
Fora essa baixa, o time deve ser o mesmo que jogou os últimos amistosos contra o Catar e Honduras. 

Tite deve colocar em campo Alisson no gol; Thiago Silva e Marquinhos na zaga, com Daniel Alves pela direita e Filipe Luís no lado esquerdo. Casemiro é o cão de guarda no meio-campo, com Allan ou Fernandinho e Phillipe Coutinho. No ataque, David Neres, Richarlison e Firmino. A partida entre Brasil e Bolívia, começa às nove e meia da noite, horário de Brasília.

Mas a disputa continua durante o fim de semana. No sábado, mais duas partidas. A Venezuela encara o Peru, na Arena do Grêmio, às quatro da tarde. Em Salvador, Argentina e Colômbia medem forças na Arena Fonte Nova, às sete da noite.

Domingo tem mais bola rolando. Paraguai e Catar se enfrentam no Maracanã, às quatro da tarde. Em Minas Gerais, Uruguai e Equador fecham a rodada do fim de semana, às sete da noite.

Reportagem, Raphael Costa