Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Créditos: Reprodução Conmebol

LIBERTADORES: Confrontos entre brasileiros e argentinos abrem oitavas de final

Atual campeão, River Plate recebe o Cruzeiro, enquanto o modesto Godoy Cruz tenta aprontar diante do Palmeiras

Salvar imagemTexto para rádio

Em busca do sonho de conquistar a América, os times brasileiros voltam às atenções para as duas principais competições do continente neste meio de semana. 
Pela Libertadores, três partidas abrem nesta terça-feira (23) a fase de oitavas de final, duas delas envolvendo brasileiros e argentinos. 

Rival na decisão do título de 1976, o River Plate, atual campeão, encara o Cruzeiro, às sete e quinze da noite, no Monumental de Núñez. Uma das forças do continente, o time argentino se tornou um verdadeiro bicho papão sob o comando do treinador Marcelo Gallardo. De 2015 para cá, são dois títulos de Libertadores, uma Sul-Americana e três Recopas. 

O retrospecto do confronto, entretanto, deixa o torcedor celeste confiante. Em cinco encontros de mata-mata por competições da Conmebol, a Raposa levou a melhor em quatro. Bicampeão da Copa do Brasil, o clube mineiro quer fazer jus ao apelido de “besta negra” e eliminar o rival em busca do tri da América. Para o jogo desta terça, um desfalque importante será o do atacante Fred, fora por conta de uma crise de labirintite. 

Sob pressão após ser eliminado na Copa do Brasil e perder a invencibilidade no Brasileirão, o Palmeiras vai até o estádio Malvinas Argentinas para o duelo diante do Godoy Cruz. Somado ao momento ruim vivido dentro de campo e à insatisfação do torcedor, a equipe alviverde enfrentou problemas de logística ao chegar no país vizinho. O desembarque de atletas e comissão técnica, previsto para a cidade de Mendoza, teve que ser alterado para Buenos Aires por conta de problemas meteorológicos. Apesar do contratempo e da mudança no planejamento inicial, a boa notícia para o palmeirense é que o adversário não é dos mais assustadores e ocupa apenas a décima quarto colocação no campeonato argentino. Mas é sempre bom ficar de olho. A bola rola às nove e meia da noite, horário de Brasília.

No mesmo horário, fechando os jogos desta terça, a LDU, do Equador, recebe o tradicional time paraguaio do Olimpia, tricampeão da Libertadores.

Vai ter brasileiro em campo também na Sul-Americana. Depois de perder para o Vasco no fim de semana pelo Brasileirão e terminar a rodada na zona de rebaixamento, o Fluminense vira a chave e viaja até o Uruguai para enfrentar o Peñarol. Para o time uruguaio, é a chance de se reerguer no cenário internacional, após sucessivos fiascos. Nesta temporada, por exemplo, o pentacampeão da Libertadores sequer passou da fase de grupos. O jogo no estádio Campeón Del Siglo está marcado para as nove e meia da noite, sempre no horário de Brasília.

Fonte: <a href='https://www.brasil61.com/noticias/libertadores-confrontos-entre-brasileiros-e-argentinos-abrem-oitavas-de-final-pran197594' target='_blank'>Brasil 61</a>

Continue Lendo





Receba nossos conteúdos em primeira mão.

Em busca do sonho de conquistar a América, os times brasileiros voltam às atenções para as duas principais competições do continente neste meio de semana. 
Pela Libertadores, três partidas abrem nesta terça-feira (23) a fase de oitavas de final, duas delas envolvendo brasileiros e argentinos. 

Rival na decisão do título de 1976, o River Plate, atual campeão, encara o Cruzeiro, às sete e quinze da noite, no Monumental de Núñez. Uma das forças do continente, o time argentino se tornou um verdadeiro bicho papão sob o comando do treinador Marcelo Gallardo. De 2015 para cá, são dois títulos de Libertadores, uma Sul-Americana e três Recopas. 

O retrospecto do confronto, entretanto, deixa o torcedor celeste confiante. Em cinco encontros de mata-mata por competições da Conmebol, a Raposa levou a melhor em quatro. Bicampeão da Copa do Brasil, o clube mineiro quer fazer jus ao apelido de “besta negra” e eliminar o rival em busca do tri da América. Para o jogo desta terça, um desfalque importante será o do atacante Fred, fora por conta de uma crise de labirintite. 

Sob pressão após ser eliminado na Copa do Brasil e perder a invencibilidade no Brasileirão, o Palmeiras vai até o estádio Malvinas Argentinas para o duelo diante do Godoy Cruz. Somado ao momento ruim vivido dentro de campo e à insatisfação do torcedor, a equipe alviverde enfrentou problemas de logística ao chegar no país vizinho. O desembarque de atletas e comissão técnica, previsto para a cidade de Mendoza, teve que ser alterado para Buenos Aires por conta de problemas meteorológicos. Apesar do contratempo e da mudança no planejamento inicial, a boa notícia para o palmeirense é que o adversário não é dos mais assustadores e ocupa apenas a décima quarto colocação no campeonato argentino. Mas é sempre bom ficar de olho. A bola rola às nove e meia da noite, horário de Brasília.

No mesmo horário, fechando os jogos desta terça, a LDU, do Equador, recebe o tradicional time paraguaio do Olimpia, tricampeão da Libertadores.

Vai ter brasileiro em campo também na Sul-Americana. Depois de perder para o Vasco no fim de semana pelo Brasileirão e terminar a rodada na zona de rebaixamento, o Fluminense vira a chave e viaja até o Uruguai para enfrentar o Peñarol. Para o time uruguaio, é a chance de se reerguer no cenário internacional, após sucessivos fiascos. Nesta temporada, por exemplo, o pentacampeão da Libertadores sequer passou da fase de grupos. O jogo no estádio Campeón Del Siglo está marcado para as nove e meia da noite, sempre no horário de Brasília.

Reportagem, Raphael Costa