Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Créditos: Lucas Figueiredo - CBF

Cruzeiro e Inter abrem semifinais da Copa do Brasil

Corinthians enfrenta Goiás em jogo atrasado do Brasileirão

Salvar imagemTexto para rádio

Mais um capítulo na luta por um dos torneios mais disputados do nosso calendário. Nesta quarta-feira (7), Cruzeiro e Internacional fazem a partida de ida pelas semifinais de final da Copa do Brasil.

E a realidade das duas equipes é bem diferente nessa altura da temporada. A situação do time celeste não é nada boa. Apesar de estar nas semis da Copa do Brasil, o maior campeão do torneio está muito abaixo do que a torcida espera do plantel. No Brasileirão, o Cruzeiro não vence há 10 rodadas, e nos últimos 17 compromissos apenas uma vitória, para piorar, o time não marca um gol há sete jogos. A crise atual fez com que o técnico Mano Menezes colocasse o cargo à disposição da diretoria após perder para o Atlético Mineiro na última rodada. O time deu adeus à Libertadores depois de ser derrotado nos pênaltis para o River Plate.  A tradição vencedora na Copa do Brasil dá esperanças ao torcedor.

Do lado do Internacional o cenário é mais otimista. O Colorado, junto com o rival Grêmio, são as duas únicas equipes do país que ainda competem em três campeonatos diferentes. O Inter está nas quartas da Libertadores, após eliminar o Nacional do Uruguai e no campeonato Brasileiro ocupa a sexta posição. O técnico Odair Hellman não poderá contar com o experiente D’Alessandro, suspenso. No lugar do argentino deve entrar Rafael Sóbis.  

A bola rola para Cruzeiro e Internacional no Mineirão à partir das nove e meia da noite.

Mais cedo, às sete e quinze da noite, uma partida pelo Brasileirão. Em jogo atrasado da sétima rodada, Corinthians e Goiás se enfrentam em Itaquera. O Timão é o sétimo colocado na tabela, se vencer, pode subir para o quinto lugar e tomar a posição do rival, São Paulo. Já o Goiás entra em campo precisando se afirmar. O Esmeraldino, 12º colocado, vem de uma derrota dolorida diante do Santos na última rodada, seis a um na Vila Belmiro para o atual líder. A derrota fez com que Claudinei Oliveira fosse demitido. É vencer para mudar a realidade.

Fonte: <a href='https://www.brasil61.com/noticias/cruzeiro-e-inter-abrem-semifinais-da-copa-do-brasil-pran197664' target='_blank'>Brasil 61</a>

Continue Lendo





Receba nossos conteúdos em primeira mão.

Mais um capítulo na luta por um dos torneios mais disputados do nosso calendário. Nesta quarta-feira (7), Cruzeiro e Internacional fazem a partida de ida pelas semifinais de final da Copa do Brasil.

E a realidade das duas equipes é bem diferente nessa altura da temporada. A situação do time celeste não é nada boa. Apesar de estar nas semis da Copa do Brasil, o maior campeão do torneio está muito abaixo do que a torcida espera do plantel. No Brasileirão, o Cruzeiro não vence há 10 rodadas, e nos últimos 17 compromissos apenas uma vitória, para piorar, o time não marca um gol há sete jogos. A crise atual fez com que o técnico Mano Menezes colocasse o cargo à disposição da diretoria após perder para o Atlético Mineiro na última rodada. O time deu adeus à Libertadores depois de ser derrotado nos pênaltis para o River Plate.  A tradição vencedora na Copa do Brasil dá esperanças ao torcedor.

Do lado do Internacional o cenário é mais otimista. O Colorado, junto com o rival Grêmio, são as duas únicas equipes do país que ainda competem em três campeonatos diferentes. O Inter está nas quartas da Libertadores, após eliminar o Nacional do Uruguai e no campeonato Brasileiro ocupa a sexta posição. O técnico Odair Hellman não poderá contar com o experiente D’Alessandro, suspenso. No lugar do argentino deve entrar Rafael Sóbis.  

A bola rola para Cruzeiro e Internacional no Mineirão à partir das nove e meia da noite.

Mais cedo, às sete e quinze da noite, uma partida pelo Brasileirão. Em jogo atrasado da sétima rodada, Corinthians e Goiás se enfrentam em Itaquera. O Timão é o sétimo colocado na tabela, se vencer, pode subir para o quinto lugar e tomar a posição do rival, São Paulo. Já o Goiás entra em campo precisando se afirmar. O Esmeraldino, 12º colocado, vem de uma derrota dolorida diante do Santos na última rodada, seis a um na Vila Belmiro para o atual líder. A derrota fez com que Claudinei Oliveira fosse demitido. É vencer para mudar a realidade.

Reportagem, Raphael Costa