Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Créditos: Ítalo Novaes

BAIXADA FLUMINENSE: Aleitamento materno reduz em 13% a mortalidade infantil por causas evitáveis em crianças menores de 5 anos, de acordo com a OMS

A amamentação reduz em 13% a mortalidade infantil por causas evitáveis em crianças menores de 5 anos.

Salvar imagemTexto para rádio

O leite materno tem papel fundamental na vida das crianças e ao longo da vida.  Segundo o Ministério da Saúde, a amamentação reduz em 13% a mortalidade infantil por causas evitáveis em crianças menores de 5 anos. 

Janine Ginani, coordenadora da Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde, fala mais sobre os benefícios da amamentação para a vida da criança.

“Amamentar evita a mortalidade infantil, evita doenças preveníveis que levam a mortalidade infantil, como diarreia, infecção respiratória, tem impactos positivos na redução de alergias. Na vida adulta, é comprovado que a amamentação decresce o risco de desenvolver hipertensão, diabetes tanto tipo 1 quanto tipo 2, diminui as chances de obesidade e é reconhecida como a melhor fonte de nutrição para a criança. O aleitamento materno é recomendado até os dois anos ou mais, sendo de forma exclusiva até os seis meses de vida.”, 

Um estudo publicado em 2016 pela revista The Lancet mostrou que 823 mil mortes de crianças e de 20 mil mães poderiam ter sido evitadas a cada ano em 75 países de baixa e média renda com a ampliação da amamentação.

Por isso, a Semana Mundial da Amamentação tem o objetivo, neste ano, de conscientizar pais e familiares sobre o seu papel no apoio à prática do aleitamento materno. 

Créditos: Ítalo Novaes

Ana Carolina Vianna, de 27 anos, moradora de Nilópolis, na Baixada Fluminense, é mãe do pequeno Gustavo, de um mês. Ela conta que teve dificuldades no começo, mas buscou ajuda profissional para oferecer o melhor alimento para o filho. 

“A amamentação é muito gostosa. É muito bom você ver que consegue produzir o alimento que está fortificando o seu bebê. A conexão que você tem como o seu filho na hora de amamentar é uma coisa que nenhuma outra pessoa consegue dar para ele.” 

A amamentação é a forma de proteção mais econômica e eficaz para redução da mortalidade infantil. Por isso, incentive todas as mulheres que você conhece a amamentarem os seus filhos. Amamentação. Incentive a família, alimente a vida. Para mais informações, acesse saude.gov.br/amamentacao. 

Fonte: <a href='https://www.brasil61.com/noticias/baixada-fluminense-aleitamento-materno-reduz-em-13-a-mortalidade-infantil-por-causas-evitaveis-em-criancas-menores-de-5-anos-de-acordo-com-a-oms-amam190234' target='_blank'>Brasil 61</a>

Continue Lendo





Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: O leite materno tem papel fundamental na vida das crianças e ao longo da vida.  Segundo o Ministério da Saúde, a amamentação reduz em 13% a mortalidade infantil por causas evitáveis em crianças menores de 5 anos. 

Janine Ginani, coordenadora da Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde, fala mais sobre os benefícios da amamentação para a vida da criança.

TEC./SONORA: Janine Ginani, coordenadora da Saúde da Criança do Ministério da Saúde

“Amamentar evita a mortalidade infantil, evita doenças preveníveis que levam a mortalidade infantil, como diarreia, infecção respiratória, tem impactos positivos na redução de alergias. Na vida adulta, é comprovado que a amamentação decresce o risco de desenvolver hipertensão, diabetes tanto tipo 1 quanto tipo 2, diminui as chances de obesidade e é reconhecida como a melhor fonte de nutrição para a criança. O aleitamento materno é recomendado até os dois anos ou mais, sendo de forma exclusiva até os seis meses de vida.”

LOC.: Um estudo publicado em 2016 pela revista The Lancet mostrou que 823 mil mortes de crianças e de 20 mil mães poderiam ter sido evitadas a cada ano em 75 países de baixa e média renda com a ampliação da amamentação.

Por isso, a Semana Mundial da Amamentação tem o objetivo, neste ano, de conscientizar pais e familiares sobre o seu papel no apoio à prática do aleitamento materno. 

Ana Carolina Vianna, de 27 anos, moradora de Nilópolis, na Baixada Fluminense, é mãe do pequeno Gustavo, de um mês. Ela conta que teve dificuldades no começo, mas buscou ajuda profissional para oferecer o melhor alimento para o filho. 

TEC./SONORA: Ana Carolina Vianna, moradora de Nilópolis. 

“A amamentação é muito gostosa. É muito bom você ver que consegue produzir o alimento que está fortificando o seu bebê. A conexão que você tem como o seu filho na hora de amamentar é uma coisa que nenhuma outra pessoa consegue dar para ele.”

LOC.: A amamentação é a forma de proteção mais econômica e eficaz para redução da mortalidade infantil. Por isso, incentive todas as mulheres que você conhece a amamentarem os seus filhos. Amamentação. Incentive a família, alimente a vida. Para mais informações, acesse saude.gov.br/amamentacao.