Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Saúde
19/02/2020 09:08h

O número de mortos em consequência do coronavírus passou

Baixar áudio

Um estudo publicado pela agência France-Press mostra que a epidemia pelo coronavírus pode ter reduzido as emissões de CO2, na China, em pelo menos 25%, devido a paralisação econômica.  Muitas fábricas permanecem fechadas ou funcionam parcialmente, na tentativa de adotar medidas de contenção e restrições aos deslocamentos para conter o Codiv-19.  

Um estudo feitos pelo Centro de Pesquisas sobre Energia e Ar Limpo (CREA), na Finlândia, revela que nas duas últimas semanas, as emissões de CO2 foram de quase 300 milhões de toneladas, enquanto, nas duas semanas depois do ano novo de 2019, a China emitiu 400 milhões de toneladas. Essa queda representa quase 1% da emissão anual da China.

Nesta quarta-feira (19), o número de mortos em consequência do coronavírus passou de 2 mil, na China. Há mais de 74 mil casos confirmados no país. Mais de 14 mil pacientes já se recuperaram do Codiv-19. Os passageiros do cruzeiro ‘Diamond Princess’, que estava há 14 dias em quarentena no Japão, começaram a deixar o navio. Foram confirmados 79 novos casos no cruzeiro, elevando o total de infectados para 621.

Em outros 25 países tem 905 casos confirmados. No Brasil, há cinco suspeitos em investigação, segundo o Ministério da Saúde. Quatro estão no estado de São Paulo e uma no Rio Grande do Sul. Até agora, 45 casos suspeitos já foram descartados em todo o Brasil. 

Reportagem, Tainá Ferreira


 

Copiar o texto
Saúde
18/02/2020 09:07h

O estudo mostra que a maior taxa de mortalidade está entre as pessoas com mais de 80 anos

Baixar áudio

Uma análise dos dados oficiais da China divulgada pela Organização Mundial da Saúde, a OMS, revelam que 80% dos casos confirmados de coronavírus são leves, sem pneumonia ou com pneumonia fraca. As vítimas que morreram tiveram a versão mais grave, que atingiu menos de 5% dos infectados.

O estudo mostra que a maior taxa de mortalidade está entre as pessoas com mais de 80 anos. Aqueles pacientes que tem outras doenças e problemas cardiovasculares também tem chances de desenvolver a forma mais crítica do Codiv-19, que apresenta como sintomas insuficiência respiratória, choque séptico e falência múltipla dos órgãos.

Os dados foram coletados até o dia 11 de fevereiro, na China. A taxa de mortalidade está em 2,3%. Dos infectados, mais de 51% são homens e taxa de mortalidade se firmou em 2,8% e das mulheres em 1,7%. 

Na China já são mais de 72 mil casos confirmados e 1.8 mil mortes pelo Codiv-19. No Japão, o cruzeiro, que está em quarentena, registrou mais 88 novos casos. Nesta segunda-feira (17), mais de 300 cidadãos americanos foram retirados do cruzeiro e levados de avião para os EUA. Desses cidadãos, 14 estavam contaminados.

No Brasil, três casos suspeitos continuam em investigação nos estados de São Paulo e Rio Grande do Sul, segundo o Ministério da Saúde.

Reportagem, Tainá Ferreira


 

Copiar o texto
Saúde
17/02/2020 12:51h

O navio Kota Pemimpin, com a bandeira de Hong Kong, deve atracar na cidade do litoral paulista nesta segunda-feira (17)

Baixar áudio

Na tarde deste domingo (16), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, descartou qualquer suspeita do Codiv-19, nome estabelecido para o coronavírus pela OMS, em tripulantes do navio Kota Pemimpin, com a bandeira de Hong Kong. 
 
A tripulação deve atracar no Porto de Santos, no litoral paulista, nesta segunda-feira (17), e a Anvisa fará uma avaliação clínica em todos os tripulantes da embarcação. 

A Secretaria de Saúde de Santos havia informado, por meio de nota, que haviam sido notificados pela Agência sobre dois suspeitos do novo coronavírus. A administração pública informou que ajudará nas investigações assim que o navio chegar ao Porto de Santos. O Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, se pronunciou pelas redes sociais, reforçando que não há tripulantes doentes.

No Brasil, há três suspeitos com infecção pelo Codiv-19 em investigação no estado de São Paulo e Rio Grande do Sul, de acordo com o Ministério da Saúde.

Taiwan anunciou a primeira vítima fatal pela doença neste domingo (16). O Instituto Nacional de Saúde Norte Americano, informou que ao menos 40 americanos a bordo do cruzeiro Diamond Princess, em quarentena no Japão, estão infectados. Os EUA começaram a retirar seus cidadãos bloqueados no navio desde 5 de fevereiro. Esses passageiros passarão por uma nova quarentena, de 14 dias, assim que chegarem ao país. Hong Kong e Coréia do Sul vão enviar aviões para o Japão para buscar seus cidadãos também. 

O número de mortes pelo Codiv-19 passou de 1.7 mil na China. Há mais de 70 mil casos confirmados. Em 25 países há pelo menos um caso registrado da infecção. Três mortes foram confirmadas fora do território chinês, no Japão, nas Filipinas e na França.

Reportagem, Tainá Ferreira

Copiar o texto
Economia
17/02/2020 04:38h

São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná foram os estados que registraram mais pedidos de restituição

Baixar áudio

Desde o dia 15 de janeiro o sistema para pedidos de restituição de dinheiro pago a mais pelos usuários do DPVAT, que são os Danos pessoais causados por veículos automotores de via terrestre foi aberto. 

O seguro obrigatório começou a ser cobrado no início do ano, com os mesmos valores de 2019, após o Ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal, barrar a proposta da seguradora de reduzir os valores em 2020. Mas em 9 de janeiro, voltou atrás e liberou a redução. Então, aqueles que pagaram o valor maior antes dessa data terão direito a restituição com diferença.

Até o momento, dos 4 milhões de afetados, pouco mais de 828 mil abriram procedimento para receber o dinheiro de volta.
 
Os automóveis representam metade dos pedidos de ressarcimento com mais 474 mil, seguidos por motocicleta com 272 mil e caminhões com mais de 73 mil pedidos. Os estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná foram os registraram mais solicitações de ressarcimento respectivamente.
 
Os valores vão de R$ 5, 23 até R$ 12,30. A redução varia de 65% a 86% em relação ao ano passado, dependendo do tipo de veículo.

Após enviar a solicitação no site da Seguradora Líder, administradora do Seguro, o ressarcimento será feito na conta corrente ou poupança do motorista em até dois dias. Os pedidos podem ser feitos ao longo do ano e não são condição para o licenciamento dos veículos.
 
Reportagem, Tainá Ferreira


 

Copiar o texto
Educação
16/02/2020 08:00h

São 913 vagas distribuídas para todo o Brasil para o ano letivo de 2020

Baixar áudio

As inscrições para o Exame Nacional de Acesso ao Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica vão até o dia 18 de março. São 913 vagas distribuídas para todo o Brasil para o ano letivo de 2020.

Podem participar aqueles que possuem diploma de curso superior em Licenciatura, Bacharelado ou Tecnólogo. Os interessados que concluíram a graduação, mas não tem o diploma ainda, podem apresentar a declaração de conclusão do curso reconhecido por órgãos competentes do Ministério da Educação (MEC).

A prova será no dia 17 de março e terá 50 questões de múltipla escolha. Será abordado metodologias de pesquisa, teorias e práticas de ensino e aprendizagem e questões relacionadas a educação profissional e tecnológica.

As inscrições são feitas, exclusivamente, pela internet e a taxa custa R$ 72. Para mais informações e acesso ao edital, entre no site do Ministério da Educação.

Reportagem, Tainá Ferreira
 

Copiar o texto
Saúde
13/02/2020 08:56h

O número de ocorrências cresceu depois que o governo chinês mudou os critérios clínicos

Baixar áudio

A cidade de Hubei, província epicentro do coronavírus na China, registrou nesta quarta-feira (12) mais de 14.8 mil casos e 242 mortes pela doença. Ao todo, são mais de 48.2 mil casos só na província. O número de ocorrências aumentou depois que o governo chinês mudou os critérios clínicos e passou a aceitar relatórios de sintomas e não apenas os laboratoriais.
 
Nesta manhã (13), uma agência de notícias chinesa, informou que o Secretário do Partido Comunista do país em Hubei, Jiang Chaoliang foi removido do cargo.O anúncio veio após o número de mortes chegar a 1.3 mil. A pressão aumentou depois da morte do médico chinês que foi punido pelas autoridades por alertar sobre a infecção pelo coronavírus. Ele será substituído pelo prefeito de Xangai, Ying Yong.
 
Na China, mais de 1.3 mil pessoas morreram em decorrência do vírus e mais de 59 mil casos de infecção foram confirmados. O Reino Unido confirmou o nono caso no país e o primeiro em Londres. No Japão, uma navio em quarentena registrou mais 44 casos de contaminação, elevando para 218 infectados. Ao todo, são 445 casos em 24 países.
 
No Brasil, há 11 casos suspeitos em investigação de infecção pelo coronavírus e nenhum confirmado, segundo o Ministério da Saúde.  Os investigados estão nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Paraná.
 
Os 34 repatriados e 24 profissionais continuam cumprindo quarentena na base aérea de Anápolis (GO), e segundo exames laboratoriais eles não estão infectados pelo coronavírus.
 
Reportagem, Tainá Ferreira


 

Copiar o texto
Saúde
12/02/2020 09:00h

Os 34 repatriados e os 24 profissionais cumprem quarentena na base aérea de Anápolis (GO)

Baixar áudio

Exames laboratoriais entregues nesta terça-feira (11), mostram que os repatriados da província chinesa de Wuhan, epicentro da epidemia do coronavírus, e os profissionais que tiveram contato com eles não estão infectados pelo coronavírus, segundo o Ministério da Saúde. Os resultados foram entregues pelo Laboratório Estadual de Saúde Pública Dr. Giovanni Cysneiros, o Lacen de Goiás.

Após os resultados dos exames, o secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, foi questionado sobre a possibilidade de diminuição do período de quarentena, estipulado em 18 dias. Gabbardo disse que essa questão será decidida pelo Ministério da Defesa.

Os 34 repatriados e 24 profissionais cumprem quarentena na base aérea de Anápolis (GO). Quem apresentar qualquer sintoma da infecção por coronavírus será levado ao Hospital das Forças Armadas, em Brasília.

No Brasil, há 7 casos suspeitos em investigação de infecção pelo coronavírus. Outros 32 foram descartados. Na China, o número de mortes continua alto. De acordo com o último levantamento divulgado, mais de mil pessoas morreram em decorrência do vírus e mais de 43 mil casos de infecção foram confirmados. No Japão, há um cruzeiro com 135 pessoas infectadas. 

Nesta terça-feira (11), a Organização Mundial da Saúde definiu que a infecção por coronavírus deverá ser chamada de Codiv-19. A nomenclatura segue as diretrizes internacionais que pede que o nome seja pronunciável e estabeleça alguma relação com a doença.

Reportagem, Tainá Ferreira

Copiar o texto
Política
11/02/2020 08:46h

Além do Brasil, mais 18 países como a África do Sul, China, Índia e Colômbia também foram retirados

Baixar áudio

O Departamento de Comércio dos EUA publicou uma nota nesta segunda-feira(10), informando que retirou o Brasil da lista de países que estão em desenvolvimento. Além do Brasil, mais 18 países como a África do Sul, China, Índia e Colômbia também foram retirados.  

Na nota, o Departamento de Comércio disse que a decisão foi motivada por pedidos de adesão à Organização para Cooperação de Desenvolvimento Econômico (OCDE). Outros fatores também influenciaram na decisão como fatores econômicos, comerciais, nível de desenvolvimento de um país e a participação no comércio mundial.

Com essa ação, o tratamento preferencial dado a esses países em negociações pode diminuir. Entre os benefícios que essas nações podem perder estão prazos maiores para negociar, vantagens tarifárias e acesso a mercados. Essa medida diminuirá também as barreiras para que Donald Trump, presidente dos EUA, investigue casos de exportação subsidiada em outros países.

No ano passado, o presidente Jair Bolsonaro foi até Washington pedir apoio do presidente Trump para a entrada do Brasil na OCDE. Em troca, Trump pediu que o país abrisse mão de tratamento preferencial na organização Mundial do Comércio.

Até o momento, o governo brasileiro não se pronunciou sobre a decisão dos EUA.

Reportagem, Tainá Ferreira
 

Copiar o texto
Saúde
10/02/2020 09:43h

A Secretaria de Estado de Saúde do Goiás (SES-GO) realizou exames em todos os repatriados e o resultado deve sair na quarta-feira (12)

Baixar áudio

Nenhum dos 34 brasileiros repatriados da China e dos 24 membros da tripulação dos aviões que realizaram o resgate na província chinesa de Wuhan, epicentro da epidemia do coronavírus, apresentaram sintomas de uma possível infecção. A avaliação é do Ministério da Saúde.
 
A Secretaria de Estado de Saúde do Goiás (SES-GO) realizou exames clínicos em todos os repatriados que, neste momento, cumprem quarentena na base aérea de Anápolis (GO). O material recolhido será analisado pelo Laboratório de Saúde Pública de Goiás, o Lacen, e o resultado está previsto para quarta-feira (12). Quem apresentar qualquer sintoma da infecção por coronavírus será levado ao Hospital das Forças Armadas, em Brasília.
 
Durante a quarentena, o grupo vai receber seis refeições diárias, além de terem acesso à internet, videogames, bibliotecas, TV, frigobar, serviços religiosos e apoio psicológico e pedagógico.
 
No Brasil, há 11 casos suspeitos em investigação de infecção pelo coronavírus. Outros 28 foram descartados. Na China, o número de mortes continua alto. De acordo com o último levantamento divulgado, 908 pessoas morreram em decorrência do vírus e mais de 40 mil casos de infecção foram confirmados. Na França, cinco novos casos foram anunciados neste sábado (8), elevando para 11 casos no país.
 
Reportagem, Tainá Ferreira
 

Copiar o texto
Educação
09/02/2020 04:58h

Serão concedidas até 20 bolsas em oito áreas do conhecimento

Baixar áudio

Interessados em se candidatar para o programa Capes – Fulbright de doutorado pleno nos Estados Unidos, podem se candidatar até o dia 11 de março, por meio de um formulário eletrônico, no site do programa disponível na página da Capes.

Serão concedidas até 20 bolsas em oito áreas do conhecimento como Engenharias, Ciências Exatas e da Terra, Biológicas, Saúde, Agrárias, Sociais Aplicadas, Humanas e Linguísticas. O programa forma recursos humanos de alto nível nos EUA.

O resultado final será divulgado após o processo de seleção dividido em análises técnica e de mérito, entrevista com os candidatos, seleção da parte americana e identificação da universidade.

As bolsas terão duração de até seis anos e a Capes vai apoiar cada bolsista com até US$ 165 mil por ano. O início das atividades está previsto para agosto de 2021.

Reportagem, Tainá Ferreira

Copiar o texto

Acesse nossos conteúdos de rádio