Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Brasil
27/04/2020 05:00h

Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) investe em soluções e plataformas para reduzir efeitos da pandemia em vários setores do país

Baixar áudio

A Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), grupo que conta com mais de 300 líderes empresariais, associações e federações da indústria, investe em soluções e plataformas para reduzir os efeitos da pandemia de covid-19. Em todo país, o objetivo é estimular a competitividade a partir do incentivo à inovação, com iniciativas conjuntas dos setores privado, acadêmico e público.

Um exemplo disso é a Iniciativa + Manutenção de Respiradores, liderada pelo SENAI, em parceria com montadoras, indústrias e órgãos públicos, para consertar respiradores mecânicos danificados. Esses aparelhos são usados para tratar pacientes com coronavírus. Segundo o gerente executivo de Inovação e Tecnologia do SENAI, Marcelo Prim, essa rede de solidariedade é uma forma de amenizar o desabastecimento na área da saúde.

“Temos uma estimativa que 3.600 respiradores estão fora de operação atualmente. Nesse período de pandemia a gente tem uma expectativa de cada respirador possa salvar entre cinco e dez vidas. Se a gente colocar de volta esses 3.600 respiradores rapidamente em operação nos hospitais, a gente pode salvar até 36 mil vidas”, estima. 

Em 35 pontos espalhados por 19 estados, o + Manutenção de Respiradores já recolheu, até 19 de abril, 1.436 equipamentos. Desse total, 694 passam por reparos, 191 estão em fase de calibração, enquanto outros 210 já foram devolvidos em funcionamento para unidades de saúde, segundo dados da instituição.

Todo processo de manutenção e reposição de peças é gratuito. A ação também conta com o apoio do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) da Universidade de São Paulo (USP), do Ministério da Saúde, do Ministério da Economia, da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e da Associação Brasileira de Engenharia Clínica (ABEClin). Mais informações podem ser acessadas no site portaldaindustria.com.br/senai.

Comunidades carentes

Parceira da MEI, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial lançou edital para buscar soluções inovadoras voltadas ao combate de covid-19 em locais pobres. A primeira chamada vai destinar R$ 2,5 milhões aos projetos selecionados. As inscrições podem ser realizadas no site da entidade até quatro de maio. 

O presidente da ABDI, Igor Calvet, aponta que a iniciativa visa ajudar os brasileiros que estão mais expostos ao coronavírus e não têm condições, por exemplo, de comprar itens básicos de higiene.

“Vamos iniciar uma jornada para encontrar soluções nesse momento muito sensível do nosso país. Soluções para diagnóstico e soluções para aliviar o impacto econômico e social em comunidades carentes do país”, pontua.

Arte: Agência do Rádio Mais
 

Copiar o texto
Saúde
27/04/2020 04:00h

Itens protegem rosto de profissionais e são distribuídos em unidades da rede pública pela Secretaria de Saúde; produção diária é de 25 máscaras

Baixar áudio

Instrutores do Serviço Social da Indústria (SESI) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) produzem máscaras de proteção, conhecidas como face shield, em impressoras 3D, para o combate à covid-19 no Distrito Federal. 

Os materiais são produzidos no SenaiLab, em Taguatinga, ambiente de aprendizagem que estimula a economia criativa, a inovação e o conhecimento, com base no conceito “faça você mesmo”. Ao todo, cinco impressoras 3D, três do SENAI e duas do SESI, ajudam na fabricação dos produtos. Os itens são repassados à Secretaria de Saúde do Distrito Federal, que faz a distribuição do material em unidades de saúde. 

“Foi uma iniciativa do SENAI e do SESI. Em um primeiro momento, nós estamos produzindo 200 máscaras, que já estão praticamente produzidas, e serão distribuídas na rede de saúde do Distrito Federal. Nós estamos em contato com a Secretaria de Saúde para entregar onde eles acharem mais adequado”, explica o diretor regional do SENAI-DF, Marco Secco.

Cada equipamento de proteção demora, aproximadamente, uma hora e meia para ficar pronto. As máscaras são feitas com polímero poliácido láctico (PLA), que são fixadas em placas transparentes de PVC, do tipo acrílica. Depois da impressão, os instrutores cortam placas de PVC e fazem a montagem do produto, que demora, em média, cinco minutos. Em torno de 25 máscaras são produzidas por dia. 

Máscaras face shield

As máscaras face shield servem como um protetor facial que cobre toda a frente e a lateral do rosto e podem ser utilizadas por profissionais da saúde para se protegerem contra doenças que possam ser transmitidas por contato, como respingo de sangue, secreção corporal ou saliva. 

O Ministério da Saúde orienta que profissionais da saúde utilizem máscaras do tipo N95 durante o atendimento, não sendo necessário o uso da face shield. Mas devido ao fato da máscara N95 não ser reutilizável, o produto está cada vez mais escasso no mercado. Com isso, as face shield podem colaborar na redução do risco dos trabalhadores durante o atendimento às pessoas com covid-19.

Para reduzir o desabastecimento desses e de outros insumos de saúde, o SENAI investe, em nível nacional, em projetos destinados a prevenir, diagnosticar e tratar a covid-19 que sejam de aplicação imediata. Por meio do edital de inovação para a indústria, as propostas podem abordar temas como a ampliação do número de respiradores; desenvolvimento de testes de detecção do vírus e de equipamentos de proteção individual (EPIs) que possam substituir máscaras, luvas e sabonetes; reposição de peças e componentes utilizados em unidades de terapia intensiva (UTIs), entre outros. 

“A nossa atuação será no suprimento desses problemas, como os testes rápidos para a detecção da doença. No isolamento, ter uma gama ampla desses testes vai ser de grande importância, bem como a fabricação de ventiladores (respiradores)”, afirma o diretor geral do SENAI, Rafael Lucchesi. 

Para participar do edital de inovação, as proposições podem ser realizadas por meio do WhatsApp, no número (61) 99628-7337 ou pelo e-mail [email protected]

Arte: Agência do Rádio Mais
 

Copiar o texto
Saúde
27/04/2020 04:00h

WEG e Leistung firmaram acordo de transferência de tecnologia para produção de respiradores artificiais, utilizados para tratar pacientes com covid-19

Baixar áudio

As empresas WEG S.A. e Leistung Equipamentos firmaram um acordo de transferência de tecnologia para produção de respiradores artificiais. A parceria, intermediada pela Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) e pela Associação Catarinense de Medicina (ACM), visa ampliar a disponibilidade desses equipamentos nas UTIs de unidades de saúde do estado e do país, caso necessário.

Com isso, a WEG passa a ter autorização para produzir os respiradores com base técnica no aparelho de ventilação mecânica pulmonar Luft-3, da Leistung. A empresa, especializada na fabricação e comercialização de motores elétricos, transformadores e geradores, vai utilizar a sua estrutura, em Jaraguá do Sul, para montar até 50 equipamentos por dia. Segundo a WEG, a previsão é que os respiradores comecem a ser entregues a partir da segunda quinzena de maio.

Segundo presidente da ACM, Ademar José de Oliveira, essa ação ajuda a desafogar a rede pública de saúde, uma vez que esses aparelhos, em falta no mercado, são fundamentais para tratar pacientes infectados com sintomas graves.

“O paciente com coronavírus utiliza esses respiradores entre sete e 14 dias, em geral. Considerando um período de pandemia de 20 semanas, nós estamos falando que podemos salvar a vida de dez a 20 vidas catarinenses com cada respirador”, reforça. 

Assim como a FIESC, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) investe, em nível nacional, em projetos de aplicação imediata, destinados a prevenir, diagnosticar e tratar a covid-19. Por meio do edital de inovação para a indústria, as propostas podem abordar temas como a ampliação do número de respiradores e o desenvolvimento de testes de detecção do vírus e aquisição e manutenção de respiradores, como os que estão sendo produzidos nos estado. 

“A nossa atuação será no suprimento de problemas, como os testes rápidos para a detecção da doença. No isolamento, ter uma gama ampla desses testes vai ser de grande importância, bem como a fabricação de ventiladores (respiradores)”, explica o diretor geral do SENAI, Rafael Lucchesi.

Para participar do edital de inovação, as proposições podem ser realizadas por meio do WhatsApp, no número (61) 99628-7337 ou pelo e-mail [email protected]

Arte: Agência do Rádio Mais

Mais respiradores

A FIESC e o  SENAI  também coordenam ações de importação e adaptação de ventiladores e o conserto de equipamentos danificados. As instituições ajudaram na aquisição de 200 aparelhos chineses pelo governo estadual que serão utilizados no combate à covid-19 no estado.

Além disso, técnicos do SENAI, com apoio de médicos indicados pela ACM, pesquisam soluções para adaptar equipamentos utilizados por veterinários para o uso em humanos, em caso de necessidade. Os aparelhos seriam indicados para casos menos graves. Em outro esforço, a equipe do Instituto SENAI em Joinville, reforçada por técnicos da Whirpool e da GM, realiza a manutenção de aparelhos recebidos da rede pública.
 

Copiar o texto
Tempo
26/04/2020 18:00h

A temperatura mínima na região é de 5ºC e a máxima de 33ºC

Baixar áudio

A região Sudeste do país tem tempo nublado nesta segunda-feira (27). Previsão de tempo parcialmente nublado com névoa úmida no leste de Minas Gerais. Céu claro a parcialmente nublado em São Paulo, no Rio de Janeiro e no Espírito Santo. 
 
A temperatura mínima na região é de 5ºC e a máxima de 33ºC. A umidade relativa do ar varia entre 20% a 95%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia, o INMET.
 

Copiar o texto
Tempo
26/04/2020 18:00h

A temperatura mínima na região é de 10ºC e a máxima chega a 34ºC

Baixar áudio

A região Sul do país tem, nesta segunda-feira (27), tempo nublado com possibilidade de chuva. Previsão de tempo nublado a encoberto com pancadas de chuva e trovoadas no Rio Grande do Sul. Tempo nublado com pancadas de chuva no litoral do Paraná e no leste de Santa Catarina. Nas demais áreas da região, tempo parcialmente nublado a nublado. 
 
A temperatura mínima na região é de 10ºC e a máxima chega a 34ºC. A umidade relativa do ar varia de 30% a 95%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia, o INMET.
 

Copiar o texto
Tempo
26/04/2020 18:00h

A temperatura mínima na região é de 14ºC e a máxima de 34ºC

Baixar áudio

A região Nordeste do país tem tempo nublado com chuva nesta segunda-feira (27). Previsão de tempo nublado a encoberto com pancadas de chuva no Maranhão. Tempo nublado a parcialmente nublado com pancadas de chuva isolada no Ceará e no Rio Grande do Norte. 
 
A temperatura mínima na região é de 14ºC e a máxima de 34ºC. Já a umidade relativa do ar varia de 30% a 100%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia, o INMET.
 

Copiar o texto
Tempo
26/04/2020 18:00h

A temperatura mínima na região é 19ºC e a máxima de 35ºC

Baixar áudio

A região Norte do país tem tempo nublado a encoberto com pancadas de chuva e trovoadas isoladas nesta segunda-feira (27). Tempo nublado com pancadas de chuva no Acre. Possibilidade de chuva isolada no leste e no sul de Tocantins. 
 
A temperatura mínima na região é 19ºC e a máxima de 35ºC. A umidade relativa do ar varia de 45% a 95%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia, o INMET.
 

Copiar o texto
Tempo
26/04/2020 18:00h

A temperatura mínima na região fica em 14ºC e a máxima chega a 37ºC

Baixar áudio

A região Centro-Oeste do país tem, nesta segunda-feira (27), tempo nublado com possibilidade de chuva. Previsão de tempo nublado a encoberto com pancadas de chuva e trovoadas isoladas no Mato Grosso. Céu claro a parcialmente nublado no Distrito Federal, em Goiás e no Mato Grosso do Sul. 
 
A temperatura mínima na região fica em 14ºC e a máxima chega a 37ºC. A umidade relativa do ar varia de 25% a 95%.
 
As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia, o INMET.
 

Copiar o texto
Tempo
25/04/2020 18:00h

A temperatura mínima na região fica em 4ºC e a máxima chega a 34ºC

Baixar áudio

A região Sudeste do país tem tempo nublado neste domingo (26). Previsão de tempo nublado a parcialmente nublado com nevoeiro ou névoa úmida no leste de Minas Gerais. Previsão de céu claro a parcialmente nublado no Espírito Santo, no Rio de Janeiro e em São Paulo. 
 
A temperatura mínima na região fica em 4ºC e a máxima chega a 34ºC. A umidade relativa do ar varia de 20% a 95%.
 
As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia, o INMET.
 

Copiar o texto
Tempo
25/04/2020 18:00h

A temperatura mínima na região é de 11ºC e a máxima chega a 33ºC

Baixar áudio

A região Sul do país tem, neste domingo (26), tempo nublado com possibilidade de chuva. Previsão de tempo parcialmente nublado a nublado com possibilidade de chuva em áreas isoladas no oeste e no sudeste do Paraná, no oeste de Santa Catarina, e no oeste e no noroeste do Rio Grande do Sul. 
 
A temperatura mínima na região é de 11ºC e a máxima chega a 33ºC. A umidade relativa do ar varia de 30% a 95%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia, o INMET.
 

Copiar o texto

Acesse nossos conteúdos de rádio